MANIFESTO LUBRAL 2016

MANIFESTO LUBRAL 2016
As recentes medidas governamentais em rumo no Brasil, como a Medida Provisória 746 que propõe uma reforma no Ensino Médio, a Proposta de Emenda Constitucional – PEC 241 (votada na Câmara Federal e em curso no Senado como PEC 55) e as medidas decorrentes do movimento “Escola Sem Partido”, afetam diretamente o campo da Educação em geral e da Filosofia em específico, da pesquisa científica e dos programas sociais, em seus diversos níveis e são motivo de apreensão para todos aqueles que defendem a qualidade do ensino, a liberdade de pensamento no exercício docente e discente, a garantia das condições orçamentárias e estruturais necessárias para a educação e pesquisa científica, eficientes e cidadãs, assim como ameaçam direitos sociais conquistados democraticamente ao longo de décadas. Diante disto, não poderíamos, num Simpósio que tem como eixo central a Filosofia e o pensamento crítico, nos silenciarmos diante das tais medidas.
Ainda que concordemos com a necessidade de reformas sistêmicas e estruturais na Educação em todos os seus níveis, ainda que entendamos a necessidade urgente do reequilíbrio econômico do país, ainda que não aprovemos nenhum método didático e pedagógico de caráter doutrinador e manipulador, é nosso dever nos unirmos às vozes de contestação de estudantes, docentes, servidores públicos e diversos segmentos sociais que rejeitam tanto o método autoritário com que tais medidas tem sido tomadas, assim como o conteúdo de tais projetos que visivelmente prejudicam nossa área de ensino – a Filosofia – , a educação e a pesquisa científica em seu todo, e programas sociais já insuficientes.

Comissão Científica e Organizadora do Simpósio Internacional de Filosofia, Comunicação e Subjetividade luso-brasileiro-alemão – Lubral 2016.

O Manifesto Lubral 2016 foi apresentado na Sessão do evento em 19 de Novembro de 2016 e aprovado por aclamação em plenário.